10 dicas para incentivar a leitura na educação infantil

Um dos momentos mágicos na vida de uma criança ocorre quando ela aprende a ler. Elas, então, passam a ter acesso ao que está escrito em todos os lugares e é comum que queiram ler qualquer coisa que apareça na frente. Porém, para desenvolver o hábito da leitura na educação infantil é necessário um pouco de esforço.

Uma boa ideia para incentivar a prática é desenvolver atividades para promovê-la entre as crianças. Sabe qual a importância disso? A leitura estimula a criatividade e a imaginação, favorece a aprendizagem e contribui para a ampliação do vocabulário, a aquisição de cultura, a melhora da escrita e o desenvolvimento do senso crítico.

Você sabe como fazer isso pelos pequenos? Neste post, apresentamos algumas dicas que podem ser adotadas para estimular a leitura na educação infantil. Quer saber quais são elas? Então, venha com a gente!

1. Incentive o contato com os livros

O contato com os livros deve estar presente desde cedo na escola, pois só assim a criança consegue se familiarizar e gostar de manuseá-los. Existe uma infinidade de livros com material apropriado para os pequenos, como os de plástico, com texturas, maleáveis e coloridos.

Na escola, é importante que os livros fiquem em local de fácil acesso. Podem ser guardados em baús ou estantes baixas, adequadas à altura das crianças, para que elas busquem os livros quando quiserem — afinal, é importante que construam uma relação com eles. Vale, ainda, levá-las à bibliotecas e a feiras de livros.

2. Demonstre interesse pela leitura

O exemplo dos adultos favorece o interesse da criança. Se o professor e os pais têm o hábito de ler, é provável que ela desenvolva o gosto pela leitura. E mais: é fundamental ler para os pequenos. Dessa forma, a criança entra no universo da história, se envolve e se encanta com ela. Consequentemente, ela também será uma leitora quando crescer.

Para isso, além de ler, é importante conversar sobre a história: pergunte o que ela entendeu, quem gostaria de ser na história, se faria um final diferente e assim por diante. Essa troca afetiva favorece o envolvimento com a leitura, além de incentivar a imaginação.

3. Dê prioridade às imagens

Quando aprende a ler, a criança se cansa muito facilmente durante a atividade. Nessa fase, o ideal é que o professor ofereça livros com muitas imagens e pouca escrita para mantê-la estimulada — vá aumentando a densidade de texto conforme ela se desenvolver.

4. Faça leitura em conjunto

Vale a pena estimular a leitura de tudo o que faz parte do universo da criança, não apenas de livros, jornais e revistas: ler propagandas, placas, panfletos, outdoors, cartas e outros materiais vai ajudá-la a compreender melhor o mundo.

Outra boa alternativa nesse contexto é a leitura em conjunto. Assim, a criança se desenvolve aos poucos até ter habilidade para ler um livro inteiro sozinha. Além disso, há ainda um grande benefício: ao se concentrar na atividade, ela desenvolve o foco e a atenção.

5. Respeite os interesses da criança

É importante conhecer os interesses da criança. Assim, fica mais fácil sugerir livros (ou outros materiais impressos) para ela em atividades específicas. Além disso, ela passa a ver o professor como um confidente e fica mais aberta a compartilhar suas inquietações. Quando menos esperar, terá prazer na leitura.

Nesse sentido, as revistas em quadrinhos podem ser boas formas de inserir a criança na leitura na educação infantil. Na escola, é interessante ter diferentes opções para que ela descubra com qual delas mais se identifica. Lembre-se de dar preferência para aquelas que têm conteúdo apropriado para a idade.

6. Promova passeios e filmes

passeios que despertam a curiosidade da criança para diferentes temas. Sempre que fizer uma atividade desse tipo com os pequenos, tenha um material impresso de apoio caso eles demonstrem interesse em saber mais sobre o assunto ou o lugar.

O mesmo vale para filmes: depois de uma sessão de cinema em que a história foi adaptada de um livro ou conto, é natural que os pequenos queiram se aprofundar no assunto. Com isso, vão se sentir mais motivados para ler a obra inspiradora.

7. Proporcione conversas

Bate-papos sobre lugares, fatos históricos ou tradições, por exemplo, podem ajudar a despertar o interesse pela leitura na educação infantil. Isso porque detalhes relevantes e curiosidades são ótimas formas para despertar o interesse nas crianças.

Diferentes iniciativas que envolvem o bate-papo podem ajudar a promover a leitura. Ao fazer atividades de culinária na escola, por exemplo, a criança pode ajudar a ler a receita.

8. Estimule as trocas

Outra dica interessante é o incentivo à troca de livros entre colegas. Assim, os pequenos passam a ter contato com uma variedade maior de títulos. Nesse processo, pode-se, ainda, incentivá-los a inventar histórias e até a criar os próprios livros para depois trocar com os outros alunos.

9. Crie uma parceria com os pais

É natural que a atitude dos pais influencie o comportamento dos filhos. Além do estímulo recebido na escola, é essencial que eles mostrem que a leitura está presente naturalmente no dia a dia. Uma boa prática é ler uma história antes de a criança dormir.

Outra opção é que os pais leiam o mesmo livro que os filhos para, ao fim da leitura, conversarem sobre a história. Assim, valoriza-se o aprendizado adquirido e ainda descobre-se interesses em comum ao interagir com eles.

10. Use a tecnologia

Talvez não pareça, mas a tecnologia pode ser uma aliada no estímulo à leitura na educação infantil. As crianças de hoje têm muita familiaridade com dispositivos tecnológicos e inseri-los na leitura pode ser a melhor forma de atraí-las para a atividade.

O hábito de ler torna o desempenho da criança superior de forma geral na escola. Afinal, sem ela, não é possível interpretar os textos das mais diferentes disciplinas. Para que a leitura infantil se torne recorrente, é preciso que ela faça parte da rotina da criança na escola infantil e em casa.

Há muitas maneiras de incentivá-la na educação infantil. O ideal é que o professor escolha aquelas atividades que mais se adaptam ao perfil dos pequenos para que haja mais chance de que eles realmente se interessem por ela.

As informações deste texto foram úteis para você? Então, assine nossa newsletter e receba nossas próximas publicações diretamente no seu e-mail. O que acha?