Escolas podem usar Alexa para enriquecer currículo na educação infantil

Plano de aula segundo a BNCCPowered by Rock Convert

Imagine se você, educador, pudesse ter à sua disposição um assistente que te lembra das tarefas mais importantes, que controla o tempo de suas atividades, que te dá notícia de tudo e seleciona as músicas e os jogos mais interessantes para você usar em sala de aula! Estamos falando da Alexa, assistente virtual da Amazon, que é capaz de executar uma série de tarefas a partir do comando de voz.

Se você está achando que isso é uma realidade distante demais, então pense de novo. Esse assistente existe e é muito mais acessível do que você imagina! Embora ainda seja novidade no Brasil, a Alexa está ganhando espaço nas casas das pessoas e em outros ambientes onde suas habilidades podem ser exploradas. 

Um exemplo é a escola: há uma infinidade de recursos muito valiosos para a sala de aula. Ao utilizar essa inovação, a instituição de ensino facilita o trabalho do educador, traz novidades para o currículo e segue a tendência da educação 4.0.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Quem é Alexa, afinal?

Chamando assim pelo nome, Alexa parece mesmo uma pessoa. E é quase isso. É que ela atende quando chamamos por seu nome, entende contextos e responde perguntas de forma tão convincente, que nos dá mesmo a impressão que tem uma pessoa por trás dessa assistente virtual.

Mas, não tem. Alexa é, na verdade, uma funcionalidade de assistência conversacional desenvolvida pela Amazon e que embarca a tecnologia de inteligência artificial. Ela funciona a partir do dispositivo Echo, que é um alto-falante inteligente controlado por voz. Ao ser conectado à internet, basta dizer “Alexa” e, em seguida fazer uma pergunta ou dar um comando.

A assistente virtual foi programada para atender os usuários em demandas do dia a dia, como informar o dia, a hora, o clima, ler notícias, tocar músicas, controlar eletrodomésticos, iluminação e temperatura. A Amazon disponibiliza uma página com uma lista de possíveis perguntas que podem ser feitas à Alexa. Acredite: ela pode dizer desde os compromissos do dia até o que você deve fazer para o jantar.

O que a Alexa tem a ver com educação?

Estamos vivendo a chamada Quarta Revolução Industrial, quando a informação é facilmente acessada em diferentes formas e o professor não é mais o grande detentor do conhecimento. Na educação 4.0 o educador ganha um novo status de curador do conhecimento e guia do aluno no processo de aprendizado.

Para cumprir esse novo papel, ele precisará apresentar aos alunos as diversas fontes de informação. E a Alexa, assim como outros assistentes virtuais, são instrumentos valiosos para a oferta de conteúdo. Pense bem: esses são os dispositivos que farão parte do dia a dia dos alunos em casa e no mercado de trabalho, então por que não ensinar a partir de uma ferramenta que faça sentido para o futuro deles?

Leia também: Quatro motivos para investir em tecnologia na educação infantil

Formação ContínuaPowered by Rock Convert

Estamos falando da formação de indivíduos que viverão em uma sociedade que inclui a interação com humanos e com máquinas, que prioriza a automatização dos serviços e que vai digitalizar quase tudo que hoje é manual. A escola precisa estar preparada para esse cenário e a utilização da Alexa pode ser um bom começo.

Dicas sobre como usar a Alexa na educação infantil

Talvez você já tenha se convencido sobre a inovação que a Alexa pode trazer para a sua sala de aula, mas ainda tem dúvidas sobre como ela pode ser útil na prática. A verdade é que você vai descobrir as potencialidades dessa assistente virtual na medida em que utilizá-la, mas, para te ajudar, nós preparamos algumas dicas sobre como usufruir dessa tecnologia no dia a dia da educação infantil. Confira:

Organização pessoal

A Alexa pode dar uma grande assistência para a organização da rotina do professor. Ela pode lembrá-lo de tarefas importantes, cronometrar o tempo das atividades e informar, por exemplo, quanto tempo falta até a hora do recreio. Ela também pode ser usada para informar data, horas e clima, o que pode ser muito útil no planejamento das atividades dentro e fora de sala.

Peça histórias e músicas

Você pode pedir para que a Alexa conte uma história para os seus alunos. Além disso, ela pode procurar histórias sobre temas específicos para que você leia! A assistente tem, ainda, uma funcionalidade que é o Select a Story, que permite a interação das crianças com o enredo. Da mesma forma, a Alexa é capaz de buscar, entre milhares de opções, músicas adequadas para cada tipo de atividade desenvolvida na sala de aula. Ela não apenas procura, mas também toca as músicas, facilitando o trabalho do professor.

Faça perguntas sobre o conteúdo

O professor pode utilizar a assistente virtual da Amazon como um juiz em um jogo de perguntas. Ele pode propor algumas questões aos alunos que envolvem conteúdos como operações matemáticas, soletrar letras ou, ainda, definição de palavras. Depois que os alunos respondem, a turma pode perguntar à Alexa a mesma coisa para validar ou não a resposta dada.

Use os jogos oferecidos pela assistente

A Alexa tem centenas de recursos que podem ser utilizados com as crianças, principalmente jogos. Há opções com propostas educativas, como o Kids Trivia, que é um jogo de perguntas, o Falar Ouvir Aprender, que traz músicas do alfabeto e ensina letras e pronúncias, além do Kids Animal Sounds, que, como o próprio nome diz, ensina os diferentes sons de animais. Mas, há também, jogos que são apenas para a diversão, como o The Finder Game for Kids, que é uma espécie de “caça ao tesouro”, mas com os itens do ambiente, que são sugeridos pela assistente.

Se prepare para a era digital

Qualquer escola que quiser falar a língua dos seus alunos terá que se estruturar para entrar na era digital. Estamos falando de um recurso de alta tecnologia, que é uma assistente de inteligência artificial, mas, antes disso, a instituição de ensino deve digitalizar seus próprios processos.

Ela precisa de um sistema que gera boleto automático, de uma área que armazena os dados dos alunos, de um canal eficiente de comunicação com as famílias. São os primeiros passos para que a escola internalize a cultura digital e esteja pronta para tecnologias ainda mais robustas. Quer saber mais sobre gestão automatizada? Conheça o WGiz!

 

Curriculo segundo os campos de experiência da BNCCPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *