Como tornar professores e colaboradores os maiores aliados da sua escola?

Manter uma escola em bom estado de funcionamento não requer apenas bons aliados da escola, como professores, gestores e uma boa estrutura para os alunos. São diversos os fatores que interferem diretamente no sucesso do ensino e na reputação de uma escola. Dentre eles, o clima organizacional é um dos principais.

Este será responsável por criar um ambiente favorável ao bom desempenho dos chamados aliados da escola que, juntos, devem se sentir motivados a elaborar novas ideias e implementá-las. Em suma, o clima organizacional é o conjunto de percepções, tendências comportamentais e ações relacionadas aos diversos aspectos do trabalho dos colaboradores de uma organização, independente do seu porte.

Na escola, assim como em outros setores, o clima organizacional não pode ser visto, mas sim sentido psicologicamente e através de resultados práticos. Isso porque ele afeta positiva ou negativamente a mentalidade dos funcionários, fazendo com que estes respondam com ações positivas ou não.

Através de indicadores e de situações cotidianas é possível perceber se essa gestão organizacional está sendo positiva ou negativa. Greves, conflitos entre funcionários, baixa no rendimento pessoal e em grupo, faltas frequentes, demissões inesperadas, rotatividade alta, desperdício de materiais, reclamações de pais e alunos, entre outras situações, podem apontar uma falha nessa engrenagem.

Com certeza isso irá impactar de maneira negativa tanto o funcionamento da escola, como a satisfação dos pais, o que é algo totalmente inadmissível em uma escola onde estes são os seus principais clientes. Por conta disso, a motivação, o reconhecimento e as ações pensadas para o coletivo, devem ser incentivadas para uma cultura organizacional mais efetiva. Veja a seguir como fazer isso:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Identifique os perfis comportamentais

Antes de começar a colocar algumas ações em prática, é preciso que o gestor ou diretor da escola identifique os perfis comportamentais dos aliados da escola. Isso ajudará a guiar todo o plano de cultura organizacional, focando nas demandas de cada perfil. Ao todo, as empresas em geral trabalham em cima de quatro deles: comunicador, executor, analista e planejador.

O comunicador é aquele funcionário que, como o próprio nome já sugere, é um dos mais comunicativos da escola. Geralmente é um dos grandes incentivadores da equipe, move-se para implementar novidades e fica bastante entusiasmado com os desafios. Em relação aos resultados a serem alcançados por ele e pela equipe, geralmente é bastante otimista e busca levantar a equipe com seu senso colaborativo.

Essa pessoa é bastante aberta às novidades e aos novos tipos de trabalho e avaliações. Por conta disso, pode ajudar o gestor a melhorar a cultura organizacional da escola e, consequentemente, motivar os demais colaboradores a um trabalho melhor.

O executor tem o seu senso de competitividade mais elevado dos que os outros perfis. Ele pode não ser entusiasta como o comunicador, mas é sem dúvida o mais proativo e corajoso da escola. Ele é o que coloca a mão na massa em praticamente todas as tarefas, ou seja, não faz só o “seu”. Sua autoconfiança é positiva para ele e para os colegas de trabalho, já que cria uma espécie de competitividade no ambiente, desde que esta seja positiva.

Já o analista é aquele que para e pensa antes de agir. Essa é a sua principal característica. Ele analisa os prós e contras de qualquer atitude e mudanças propostas, sempre com o intuito de evitar percalços e de obter melhores resultados. Com isso, ele gosta de aperfeiçoar os fluxos de trabalho a fim de evitar imprevistos e para que cada passo tomado seja com a maior segurança. Por conta disso, a cautela é fundamental para o analista.

Por último, o planejador é bem parecido com o analista, por isso, geralmente trabalham em bastante harmonia. São conservadores, estáveis e planejam tudo de maneira antecipada a fim de diminuir a porcentagem de erros. No ambiente escolar geralmente este é o papel do(a) secretário(a) escolar e do diretor(a), por exemplo. Porém, muitos professores também se encaixam nessa definição.

Colocando em prática

Após ter claro quem são e como se comportam na maioria das vezes os colaboradores da escola, chega a hora de colocar em prática algumas ações para melhorar esse ambiente e motivá-los.

Dinâmicas motivacionais

Sem dúvidas, essa estratégia é uma das mais eficazes em qualquer tipo de instituição. Como já mencionado, a motivação dos funcionários como aliados da escola faz toda a diferença no cotidiano e nas relações.

Tais atividades integram todos os funcionários, com atividades divertidas e ao mesmo tempo educativas a fim de diminuir a carga de estresse e ansiedade, ao mesmo tempo em que aumentam a motivação para a preparação de planos de aula sintonizados com os anseios de cada turma.

Atualizações

Conforme o tempo vai passando, os métodos de ensino vão sendo obrigados a se adequarem às novidades, sejam elas tecnológicas ou de conceito. Para que o professor não se sinta para trás na sala de aula, é preciso que este se mantenha sempre atualizado.

Por isso, ofereça workshops, palestras, oficinas e até mesmo minicursos para atualizá-los. O investimento no capital humano é fundamental e gera uma sensação de importância para o colaborador. Com isso, melhora-se também os serviços prestados.

Estrutura

Um ambiente em que a estrutura não comporta as ideias, a capacidade dos funcionários e as necessidades dos alunos, com certeza é desmotivador. Por isso, é importante investir em uma boa infraestrutura moderna, com projetores de vídeo, lousas boas, cadeiras e mesas confortáveis, uma boa ventilação interna, livros em bom estado, entre outros detalhes importantes para a manutenção de um bom trabalho dos aliados da escola.

Reconhecimento

Bons resultados merecem bons reconhecimentos. O reconhecimento, seja ele como for, é motivador e agrega muito ao psicológico do colaborador, seja ele professor, diretor, psicólogo, pedagogo, secretário, monitor ou qualquer outro.

Opte pelo famoso “funcionário do mês” ou uma bonificação em dinheiro, um aumento salarial para os funcionários, benefícios, premiações, entre outros métodos.

Aliados da escola quando são estimulados ensinam e divertem alunos, que por sua vez ficarão cada vez mais interessados e concentrados. Com isso, toda a engrenagem da escola irá funcionar e esse é o principal intuito da cultura organizacional.

Quer saber mais sobre gestão escolar? Então acesse nossa newsletter e confira!

Formação ContínuaPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *