Captação de alunos: Saiba como fazer uma campanha de resultados

O período de matrículas é a oportunidade para as escolas de educação infantil renovar a matrícula dos alunos veteranos e aumentar o número de estudantes da escola através de uma campanha de captação de alunos, mas para aproveitar esse período é preciso que você tenha um bom planejamento.

É muito importante que você considere alguns aspectos como a organização da escola, preparação dos professores e funcionários, utilização de um sistema de gestão escolar e tendências dos possíveis interessados nesse processo.

A seguir você confere um trecho do ebook “Guia completo: Como se preparar para o período de matrículas”, um material que ensina passo a passo como funciona o processo de escolha dos pais, formas de comunicar preços de mensalidades, critérios de avaliação e como montar uma campanha adequada.

Objetivos e metas

É essencial que a escola infantil determine quais são suas metas e seus objetivos. Para traçá-los, ela deve lembrar que os pais têm em mente um conjunto de características e valores que são usados na hora de escolher a unidade em que vão matricular seus filhos. É com base nas informações a respeito desse público-alvo que o estabelecimento deve se planejar.

A definição de objetivos deve ser o mais específica, realista e mensurável possível. É preciso, portanto, usar números e quantificar finalidades. Pode ser, por exemplo, aumentar a quantidade de alunos matriculados em 10%. A partir disso, as metas vão servir para indicar se a estratégia está no rumo certo.

Uma vez determinados, as metas e os objetivos da campanha de captação de alunos devem ser compartilhados com a equipe. Além de engajar os profissionais, essa ação é essencial para que todos atuem na mesma direção. Aos olhos dos pais, esse alinhamento entre todos os integrantes da escola é essencial.

A equipe deve saber o que precisa ser feito para que os objetivos da escola de educação infantil sejam atingidos. Pode ser, por exemplo, demonstrar por que os pais devem escolhê-la em vez do concorrente, apresentar a qualidade do ensino que oferece e informar as características do PPP.

É importante que a escola ofereça treinamentos para orientar a equipe e garantir que todos compreendam os objetivos e as metas, bem como as estratégias para alcançá-los. Só assim é possível que todos atuem no sentido de buscar o atingimento das metas e dos objetivos propostos.

Além dos aspectos pedagógicos, isso inclui fatores comerciais. Então, se, por exemplo, a escola passou por uma ampliação para receber mais alunos, é essencial que todos saibam disso e busquem ajudar a administração a atrair mais interessados com base nessa nova característica.

O mesmo vale, ainda, para novas atividades extras, expansão de turnos, parcerias estratégicas e assim por diante. Isso é importante porque, uma vez que todos estejam igualmente treinados sobre como agir, é mais fácil estabelecer uma comunicação homogênea.

Assim, quando os pais visitarem a escola infantil, vão perceber que seus filhos serão colocados em boas mãos se aquela for a opção escolhida. Afinal, essa fase educacional é crítica para o desenvolvimento da criança e os pais certamente querem que seus filhos frequentem o melhor ambiente possível.

Com metas e objetivos estabelecidos e comunicados de forma adequada, o posicionamento da escola vai ser capaz de transmitir seus benefícios-chave e, assim, fazer com que os interessados entendam seus diferenciais. E isso vai responder de forma completa por que eles devem escolher sua escola em vez de qualquer outra.

Lembre-se de que os interessados buscam por mais informações sempre que procuram a escola de educação infantil. Para atraí-los definitivamente, então, é preciso que toda a equipe esteja preparada para oferecer as respostas que eles buscam.

Mídia

A captação de alunos pode ser feita por meio de diferentes canais. É importante que a escola defina quais mídias vai usar e quanto vai investir em cada uma delas. A partir disso, é possível fazer um planejamento adequado de forma a atrair os pais de alunos e convencê-los a matricular seus filhos.

Nesse processo, é preciso considerar, ainda, os erros e os acertos de anos anteriores, bem como os desafios do atual. É preciso refletir, então, sobre os resultados obtidos com a distribuição de panfletos, com as parcerias estratégicas com empresas e se as mídias escolhidas podem trazer resultados reais.

1. Material impresso

Panfletos sobre a escola podem ser usados de forma estratégica. Observe, entretanto, que sua distribuição deve ser criteriosa e buscar atingir os pais de alunos que tenham o perfil buscado pela escola de educação infantil. Dessa forma, serão obtidos contatos qualificados.

Pode-se, ainda, incluir cupons de desconto nos panfletos produzidos. Isso ajuda a quebrar uma barreira de compra (a taxa de matrícula, por exemplo) e ainda permite monitorar a efetividade dessa mídia. Lembre-se de incluir as redes sociais da escola nesse material para incentivar os pais a interagirem com o estabelecimento on-line.

2. Recomendação

Uma das formas mais poderosas de marketing é a recomendação — a conhecida propaganda boca a boca. Para intensificar essa ação, a escola pode envolver parentes e amigos dos pais de alunos em atividades realizadas em seus domínios.

Assim, além de entender como a escola funciona, os visitantes podem conversar com quem já usa seus serviços. É importante, ainda, interagir com a comunidade do entorno — tanto em ações acadêmicas quanto em atividades de voluntariado, por exemplo.

3. Visitas monitoradas

Inclua no calendário datas para receber interessados em conhecer a escola por meio de visitas monitoradas. Oriente a equipe sobre o que os pais de potenciais alunos esperam dessa visita. Nesses encontros, podem ser utilizados, por exemplo, vídeos com depoimentos de professores, pais, alunos e ex-alunos.

Assim, os interessados vão ter acesso às informações da escola de forma sintetizada. Isso pode contribuir para a captação de alunos e que eles entendam seu funcionamento e compreendam se ela tem o que eles buscam. Como possível ação de ativação, além de oferecer material sobre a escola, dê um brinde útil para os pais.

4. Mídias sociais

As mídias sociais são, cada vez mais, uma extensão da escola de educação infantil. Já não é mais possível ignorá-las: ao contrário, elas podem ser bastante úteis como ferramenta de captação e relacionamento. Atualmente, os pais de potenciais alunos estão presentes nessas redes e as usam com frequência.

A estratégia de conteúdo para mídias sociais da escola deve conter mais do que posts para informar sobre o período de matrícula. É fundamental balancear material informativo relevante, dados sobre o dia a dia da unidade e conteúdo publicitário e comercial.

As redes sociais podem ser bastante úteis para identificar oportunidades, iniciar um relacionamento com os pais de potenciais alunos e, só então, conduzi-los à matrícula. Isso pode ser feito, por exemplo, a partir da coleta de citações sobre a escola que permitam reconhecer oportunidades.

5. Blog e site

Vale a pena ter um endereço virtual que os pais possam visitar para conhecer melhor a escola de educação infantil. Nesse local, as informações devem estar organizadas e completas para que os interessados possam se encantar com a unidade.

Essa página pode servir, ainda, para captar dados dos pais de potenciais alunos. A partir dessas informações, a escola pode estabelecer um relacionamento com eles. Outra possibilidade é oferecer uma pré-matrícula on-line que, além de captar os dados, facilita a efetivação do processo de forma presencial.

Avaliação

Todas as ações feitas para a divulgação da escola de educação infantil devem ser acompanhadas de métricas e estar ligadas aos objetivos e às metas definidas por ela. Só assim é possível avaliar as campanhas para saber se a escola está cumprindo seu planejamento.

A avaliação desse processo é fundamental para que as ações bem-sucedidas sejam intensificadas e as que tiverem falhado possam ser corrigidas. Nesse contexto, é importante avaliar a possibilidade de usar ferramentas automatizadas para fazer as análises pertinentes.

Essas análises devem incluir desde o retorno proporcionado pelas mídias utilizadas até a avaliação geral da equipe, bem como passar pelo preparo da escola de educação infantil. Com base nesses resultados, é possível otimizar os processos em tempo real.

Conclusão

Preparar-se para o período de matrículas é essencial para que a escola infantil seja capaz de atingir as metas e os objetivos do seu planejamento. Para isso, ela precisa entender as necessidades dos pais de potenciais alunos e, ao mesmo tempo, atuar na divulgação de seus diferenciais.

Nesse processo, vale a pena falar, por exemplo, das atividades extracurriculares oferecidas, da infraestrutura da escola e da qualificação da equipe, que são aspectos que compõem a reputação da unidade perante o público.

Além disso, vale apresentar a opinião dos alunos e a forma como a escola usa a tecnologia — algo crucial para facilitar tanto os processos administrativos quanto os educacionais.

Para isso, é preciso escolher os canais que serão utilizados para a campanha de captação de alunos e atuar de forma contínua para construir um relacionamento com os interessados, avaliar as ações adotadas e corrigir eventuais falhas.

A escola de educação infantil deve lembrar que é importante ser útil para os pais dos potenciais alunos. Dessa forma, há mais chances de que eles matriculem seus filhos na unidade.

Você pode contar com a ajuda da AIX Sistemas, empresa desenvolvedora de softwares de gestão escolar com mais de 27 anos no mercado e conta mais de 600 clientes nacionais e internacionais. Nosso objetivo é descomplicar toda gestão escolar de escolas infantis. Entre em contato conosco e conheça nossas soluções.

período de matrículas