Descubra 5 dicas para simplificar a difícil missão de ser um diretor escolar

O diretor escolar é símbolo da ordem na escola e a sala dele é o lugar mais temido pelos alunos que não se comportam bem. Visto, muitas vezes, como carrasco ou aquele que pega no pé, ele tem sobre os ombros muitas responsabilidades. A verdade é que ele ocupa uma posição difícil: ao mesmo tempo que precisa dar conta de uma série de demandas pedagógicas, de infraestrutura e do financeiro, ele ainda precisa cuidar das pessoas. Isso quer dizer que funcionários precisam estar motivados, alunos felizes e famílias satisfeitas.

Missão quase impossível, certo? Mas é exatamente isso que esse profissional da gestão escolar enfrenta todos os dias em sua rotina. O problema é que boa parte dos cursos de pedagogia formam professores e não diretores, o que deixa esses profissionais quase que por conta própria. É deles a responsabilidade de buscar formação complementar e se virarem para dar conta de tantas demandas.

Quais são as principais responsabilidades do diretor escolar?

É claro que a carga de tarefas que é responsabilidade do diretor vai depender de cada escola. Há instituições em que as demandas são mais partilhadas e os cargos bem definidos, mas em boa parte das escolas de educação infantil o diretor acaba acumulando funções muito distintas.

Entre as demandas mais importantes que recaem sobre os ombros do diretor escolar estão as decisões relacionadas ao pedagógico. O profissional de gestão precisa ficar atento às mudanças e novidades que surgem nesse campo, sejam metodologias, recursos tecnológicos ou obrigatoriedades impostas pela legislação. Também é importante que o diretor esteja atento à adequação do ensino à diversidade de alunos presentes em sala, considerando suas especificidades.

Também é responsabilidade do diretor coordenar as diferentes equipes da escola para que o ambiente escolar esteja organizado. Isso inclui não apenas o ensino na sala, mas a limpeza dos pátios, a segurança nas portarias e a preparação adequada dos alimentos. Para isso, o profissional precisa ter uma boa noção de gestão de pessoas para garantir a eficiência do trabalho dos funcionários e, ao mesmo tempo, mantê-los motivados.

Embora não seja o único responsável pelo planejamento e saúde financeira da escola, o diretor tem grande responsabilidade na condução desse setor. Ele precisa pensar em estratégias de captação de novos alunos, assim como reter aqueles que já estão na instituição. Leia mais sobre esse assunto no nosso ebook “Como se preparar para o período das matrículas”.

Esse mesmo profissional também precisa criar estratégias para lidar com a inadimplência, assim como definir concessão de bolsas e, se necessário, saber onde cortar custos sem colocar em risco a qualidade do ensino. Mas como fazer tudo isso?

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Confira 5 dicas para otimizar o trabalho do diretor escolar:

1 – Gestão do tempo

O tempo não está a favor do diretor escolar, que sempre tem mais tarefas a fazer do que minutos em seu dia. Por isso, uma forma de otimizar esse tempo e impedir o acúmulo de demandas é fazer um bom planejamento estratégico.

Formação ContínuaPowered by Rock Convert

É esse simples documento que vai guiar o profissional em relação às prioridades e ao tempo máximo que deve ser gasto com cada estratégia, de acordo com a missão da escola. Se o diretor apenas seguir uma lista com coisas a fazer sem antes planejar ele pode cair em um erro básico: gastar tempo com coisas menos importantes e não ter prazo para as que são realmente estratégicas.

2 – Delegar tarefas

Outra forma de otimizar o tempo na gestão da escola é assumir as funções estratégicas e delegar para outros colaboradores aquelas que não dependem do olhar de gestor. Alguns exemplos são a organização de festas e a decoração da escola para dias comemorativos.

O diretor não precisa controlar todos os detalhes de tudo o que é feito na escola e pode, inclusive, pedir sugestões em assuntos mais estratégicos, como adoção de livros de literatura. Sobre esse assunto leia mais no nosso ebook “Como formar leitores na educação infantil”.

3 – Comunicação eficiente

A ausência de uma comunicação eficiente é, sem dúvida, um dos principais obstáculos para a eficiência do trabalho do diretor escolar. Isso porque se as informações não forem repassadas corretamente para colaboradores, alunos e famílias o gestor terá problemas que vão desde o simples retrabalho de alguma tarefa, até grandes consequências como um mal-entendido com os responsáveis e familiares dos alunos.

Para evitar ruídos na comunicação, o gestor deverá ser claro em seus direcionamentos e se amparar em ferramentas auxiliares, como agendas, comunicados no meio online e offline, murais e reuniões.

4- Zelar por um ambiente saudável

O trabalho do diretor também será bastante facilitado se ele tiver uma equipe que está satisfeita e engajada. Para isso, ele precisa se concentrar em construir um ambiente saudável, que permita que todos trabalhem com tranquilidade e que os alunos aprendam com qualidade.

O gestor pode fazer isso investindo em capacitações e formações para os colaboradores, mas também em momentos de reconhecimento deles. Premiar, homenagear e dar feedback são ações importantes para motivar os funcionários. Criar ambientes descontraídos para a interação entre os funcionários também é uma ótima estratégia para garantir um ambiente saudável.

E para dar suporte a todas as dicas anteriores, um último conselho para o diretor escolar:

5 – Adote um software de gestão escolar

Se estamos falando de otimizar tempo, delegar tarefas e ter uma comunicação mais eficiente, nada mais apropriado do que adotar um sistema gestão que dê suporte a todas as tarefas executadas pelo diretor escolar.

É por meio dessa ferramenta que o gestor terá mais controle dos processos e poderá, inclusive, tirar de sob seus ombros algumas tarefas burocráticas, que são absorvidas pelo software. A consequência disso é que ele terá muito mais tempo para se concentrar nas tarefas estratégicas.

Além disso, o software de gestão escolar pode ampliar a capacidade de execução do gestor, pois organizará informações de forma estruturada, dando a ele uma visão global da instituição e apontando as áreas com maior demanda de resolução de problemas. Se quiser saber mais sobre o assunto consulte nossos ebooks: “Como escolher um software de gestão escolar?” e “13 recursos indispensáveis em um software de gestão escolar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *