Espaço, tempo, quantidades, relações e transformações: como estimular os campos de experiência na educação infantil?

Existe um consenso crescente de que a experiência sensorial e a relação entre o espaço, o tempo e a compreensão consistente sobre quantidades, relações e transformações são significativas para o sucesso da educação infantil, contribuindo essencialmente para o bem-estar, o desenvolvimento, a aprendizagem e o crescimento das crianças.

Esta suposição aparece na educação, na arquitetura e na literatura mais orientada para a sociedade. Mesmo que o espaço e a materialidade não sejam tópicos novos no contexto de estudo da educação infantil, ainda há uma falta de pesquisa sobre a importância e significado particular de algumas propriedades da experiência das crianças.

Por isso, preparamos o artigo a seguir com algumas estratégias que a educação, a psicologia infantil e a sociologia estabelecem para estimular o desenvolvimento da compreensão das crianças sobre espaço, tempo, quantidades, relações e transformações.

Não esqueça de baixar gratuitamente o e-book “Guia Completo: como organizar o currículo segundo os campos de experiência da BNCC” e aprenda, de uma vez por todas, como organizar o seu currículo escolar de acordo com as orientações da BNCC.

Boa leitura!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O espaço na educação infantil

Investigar o espaço e obter domínio sobre ele são habilidades importantes para crianças pequenas. Um programa pedagógico eficiente pode ajudar os alunos a descobrirem as propriedades do espaço e auxiliar na construção de uma estrutura lógica para essas propriedades.

A criança pequena constrói uma compreensão do espaço, primeiro, através da descoberta de pontos de referência, direção, área, continuidade e descontinuidade, etc.

A maioria dos programas escolares dá muita importância a uma abordagem que privilegia mapas e desenhos de objetos em duas e três dimensões, de modo que as representações tenham uma proporção muito exata, o que não é bom para o desenvolvimento de um modo de pensar autônomo para o conceito de espaço.

É fato que ensinar sobre o espaço pode ser desafiador para os professores, mas existem diversos jogos de visualização espacial (como cabra-cega e marco polo) ou de criação e leitura de mapas do tesouro que podem abrir a compreensão sobre espaço para as crianças.

A compreensão do tempo

O tempo é um conceito difícil para os alunos da educação infantil. Não é algo que eles possam tocar, sentir e explorar. Sem a capacidade de interagir de forma tangível com o tempo, as crianças precisam de adultos que entendam o conceito para ajudá-los a aprender sobre o seu significado.

Aprender uma música com os dias da semana é um caminho. As crianças adoram cantar e aprender se torna divertido e fácil através da música e da rima. As crianças logo aprendem, quando anotadas em um calendário, por exemplo, que as segundas-feiras são os dias que vamos à biblioteca. Terças são os dias que a vovó vem me buscar e aos sábados e domingos são os dias em que fico em casa e não vou à escola.

A utilização de um calendário é só o começo. A utilização de palavras que marcam as horas, dias, semanas e meses, como “quinta-feira”, “hora do lanche” ou “páscoa”, nos contextos certos, pode ajudar as crianças a compreenderem o tempo melhor. Outra dica é fazer contagens regressivas para eventos importantes, como o começo das férias ou o aniversário deles.

Quantidades

O ensino de quantidades na educação infantil requer um planejamento cuidadoso. O sentido numérico abrange um amplo entendimento do conceito de números.

A criança precisa estar a par de uma série de conceitos, como quantificação (conhecimento de quantidades específicas); identificação de números (nomes dos números); compreensão das correspondências numéricas (em que cada número corresponde a uma quantidade específica); matemática mental, entre outros.

Embora nem todos os itens acima sejam críticos para o desenvolvimento de crianças no período da educação infantil, eles estão todos interligados com a matemática do senso numérico.

Criar brincadeiras com quantidades é mais simples que do que ensinar outros conceitos: o professor pode brincar de dominó com as crianças, contar cada cor de M&M’s junto com elas (e comer depois), jogar boliche e somar os números de cada pino, enfim, existem muitas possibilidades.

As relações entre coisas, pessoas e conceitos

Pense em todas as relações que você tem que fazer como um adulto em suas interações diárias: uma rota para o trabalho é menos congestionada do que outra, se eu estacionar sempre perto da entrada do estacionamento do shopping, é mais fácil de encontrar o meu carro, se eu comprar um item em um pacote maior, recebo mais.

Os alunos da educação infantil estabelecem relações muito antes de termos a oportunidade de ensiná-los. Bebês nascem se comunicando e fazendo conexões; os bebês aprendem rapidamente que a pessoa que troca uma fralda é mamãe ou o papai, ou que quando alguém põe roupas pesadas sobre ela, logo vai ficar frio.

Criar conceitos sólidos sobre as relações para as crianças é uma questão de dar oportunidades para que elas aprendam.

Uma folha de carvalho tem uma forma diferente da de uma folha de plátano. Nuvens no céu têm diferentes formas e tamanhos. Morangos podem ser grandes ou pequenos. Peças de roupa podem ser macias ou ásperas.

Apresentar esses exemplos pode ajudar as crianças a criar relações todos os dias à medida que crescem e aprendem, e não apenas com coisas ou conceitos, mas também com outras pessoas.

Ensinando sobre transformações

Projetos da vida real podem deixar uma impressão duradoura ao ensinar sobre o conceito de transformação para as crianças.

Um projeto simples, como transformar uvas em uvas passas, pode introduzir o tema das transformações na natureza. Este é provavelmente um dos experimentos científicos mais fáceis que você pode fazer com crianças.

Se você mostrar a um grupo regular de crianças um punhado de uvas suculentas redondas e algumas passas escuras, secas e enrugadas, elas provavelmente dirão que não são nada parecidas e nem mesmo têm o mesmo gosto! Portanto, esta é uma ótima lição para apresentar às crianças como a natureza se transforma de uma coisa para outra completamente diferente.

Mas, enquanto espera, você pode fazer com que seus alunos verifiquem o progresso dessa transformação natural a cada dois dias. Eles podem fazer anotações da mudança de cor e forma. E no final, eles aproveitam o projeto comendo!

Existem muitos exemplos de transformações que podem ser usados para ensinar esse conceito para as crianças, afinal, quase tudo se transforma na natureza. Essa compreensão é fundamental para compreender o mundo, a sociedade e as transformações que as próprias crianças vão experimentar no futuro.

Viu só como é possível estimular as habilidades de experiência mais importantes para as crianças de forma simples e didática?

Agora que você já entende como ensinar espaço, tempo, quantidades, relações e transformações na educação infantil, clique aqui e baixe gratuitamente o e-book “Guia Completo: Como organizar o currículo segundo os campos de experiência da BNCC”.

Descubra como adaptar o seu currículo para atender aos parâmetros de experiência previstos pela BNCC de forma rápida e prática!

Formação ContínuaPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *