3 Mandamentos dos professores da nova geração

Na medida em que a sociedade está evoluindo, os comportamentos da nova geração vão mudando e com isso, novas habilidades são solicitadas aos educadores.

Portanto, é importante que os profissionais da educação infantil estejam atentos aos novos mandamentos dos professores para que estejam aptos a lidar com alunos da nova geração. É necessário pensar desde o ensino básico em uma formação continuada a fim de preparar os pupilos para as outras disciplinas da jornada acadêmica até a formação superior.

Nesse contexto, os profissionais da alfabetização, que são responsáveis pela base educacional, devem ir além do ensino da leitura e instruir as crianças a se tornarem cidadãos responsáveis.

Se você ainda não conhece os mandamentos dos professores da nova geração, continue lendo esse post. Separamos algumas dicas para você se manter atualizado e otimizar a aprendizagem das crianças da nova geração com métodos eficazes.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Ferramentas de aprendizagem

Atualmente, as ferramentas de aprendizagem não param de se multiplicar e boa parte delas podem ser usadas nas escolas para potencializar a educação. O segredo está em qual finalidade o professor quer utilizar determinada tecnologia ou programa em sala de aula, para dar suporte em uma atividade específica.

Determinando um objetivo, as ferramentas digitais podem ser fortes aliadas no aprendizado dessa nova geração. O mundo está permeado por diversas tecnologias e a escola precisa dialogar com esse mundo, para atrair a atenção dos alunos em sala de aula. Muitas vezes, os discentes precisam que esse gancho seja estabelecido para que haja conexão entre os mundos e gere interesse no ambiente escolar.

Os mandamentos do professor do século XXI

Para fazer parte desta transformação, os professores devem ter consciência das mudanças que ocorrem a todo instante e usá-las a seu favor no ensino infantil.

A seguir, listamos 3 mandamentos dos professores essenciais para o bom desenvolvimento no ensino da nova geração.

Se adaptar às tecnologias

É muito importante saber quais plataformas tecnológicas são direcionadas à educação atualmente. Porém, mais importante ainda é conhecê-las e analisar como elas podem ser aplicadas no cotidiano escolar. A internet possibilitou que a aprendizagem ocorra em qualquer lugar, desde que tenha sinal de rede e um aparelho digital para isso.

O computador, ou até mesmo o celular podem ser uma ferramenta de aprendizagem em sala de aula. Utilizar esses equipamentos é uma forma de trabalhar a cultura digital, umas das 10 competências previstas na BNCC e estar ativamente presente na vida social das crianças, dando início a uma mediação com uma finalidade pedagógica na escola.

Interagir com os conceitos do gamification

Os jogos atraem, motivam e geram dinâmicas em um grupo de pessoas há mais de 40 anos, por isso, surge o que chamamos de gamification ou gamificação. Desde então, as lógicas dos games têm sido aplicadas em diferentes contextos para gerar benefícios em corporações e até mesmo em escolas.

Em sala de aula essa estratégia vem ganhando destaque, quando uma atividade envolve e atribui muito mais conhecimento do que uma situação normal. Por meio do gamification é possível tornar a rotina de estudos muito mais fluida e desafiadora, gerando engajamento, produtividade, foco e determinação de acordo com o que cada situação exige.

O envolvimento dos alunos com jogos vai muito além do entretenimento e passa pela necessidade de competição que é inerente ao ser humano, incentiva a atividade em equipe, possibilita a evolução rápida para busca de novos aprendizados e gera recompensa quando os objetivos são atingidos.

Para utilizar os conceitos gamification em sala de aula, não é de grande importância fazer uso de ferramentas tecnológicas, mas é preciso conhecer os princípios que norteiam esse conceito e aplicá-los no dia a dia.

Entenda mais sobre gamification neste guia completo que preparamos.

Se atualizar nas habilidades cognitivas e psicológicas

Quem deve responder aos questionamentos da educação em sala de aula é o professor. Ele tem que saber o real motivo de ensinar determinados conteúdos e atividades, bem como a relevância e utilidade para o aprendizado dos seus alunos.

Fazer uma autoanálise crítica é difícil, mas o profissional deve estar preparado para entender essa nova geração. Por isso, é importante sair do óbvio, de cadeiras enfileiradas e professores ensinando no quadro negro, para dar espaço à criatividade e ensino lúdico.

Proponha atividades diferentes, como por exemplo, peça para que os alunos andem pela sala de aula, troquem livros entre eles, faça encenações na leitura de um livro para surpreender os pequenos e ajudar na sua imaginação e criatividade.

É na infância onde tudo é possível e aliar brincadeiras com o aprendizado torna muito mais atrativo para que eles se sintam envolvidos cognitivamente e psicologicamente nas atividades didáticas.

O perfil do professor da nova geração

Além de se atualizar nos assuntos abordados acima, as características de um educador são igualmente importantes para o desenvolvimento da criança no dia a dia. Com isso, o novo profissional deve:

  • Levar a vida em sala de aula de forma mais leve e alegre;
  • Levar a sério brincadeiras e imaginação, porque são ótimos instrumentos para aprendizagem e auxiliam na aplicação das competências da BNCC;
  • Ser afetuoso e saber identificar as necessidades afetivas dos alunos, além de saber lidar com manhas;
  • Ser paciente quanto à aprendizagem e tomar devidas intervenções pedagógicas para que todos os alunos possam aprender;
  • Saber a hora certa de avançar, para que todos os alunos consigam se aprofundar e explorar o caminho do conhecimento;
  • Saber que em sala de aula tudo é pretexto para o aprendizado de leitura e escrita;
  • Compreender que autonomia faz parte do processo de aprendizagem, mas que um bom professor não caminha sozinho e sim orienta.

Essas características muitas vezes não estão explícitas numa formação continuada, mas com certeza estão inerentes na profissão. Os princípios de ser paciente e saber aplicar atividades cognitivas e psicológicas fazem parte dos mandamentos dos professores e do seu dia a dia compondo sua personalidade como educador.

Para complementar suas novas habilidades e conhecimentos, não deixe de ler esse artigo onde falamos sobre as competências do professor da nova geração.