crianca-doente-na-escola-o-professor-pode-medicar