Mindset: como trabalhar na educação infantil

Plano de aula segundo a BNCC

Não há dúvidas de que a escola de educação infantil tem uma grande responsabilidade na formação das crianças, ajudando-as a se tornarem indivíduos autônomos, bons cidadãos e com um mindset de crescimento.

Mas, nada disso será possível se a criança não for ensinada a participar ativamente do seu próprio desenvolvimento. Os professores e a gestão escolar poderão ter as melhores e mais modernas técnicas de ensino, mas ainda assim não serão capazes de controlar, sozinhos, a evolução das crianças. 

Isso porque boa parte do processo de desenvolvimento depende do próprio indivíduo. Depende, acima de tudo, da visão que ele tem de si mesmo e da forma que ele enxerga o mundo, os desafios e as situações que aparecem à sua frente.

Quando falamos dessa forma de enxergar o mundo estamos falando de mindset. De forma resumida, mindset pode ser entendido como um modelo mental de pensamento. Ele é extremamente poderoso porque pode levar a criança à evolução ou à estagnação, de acordo com a forma como é construído. 

A boa notícia é que a escola de educação infantil pode influenciar diretamente nesse mindset. Professores podem ser agentes da transformação ao ensinar as crianças a desenvolverem um mindset de crescimento, que ampliará para sempre os horizontes dos seus alunos. Quer entender mais sobre isso? Acompanhe neste artigo!

O que é mindset?

Mindset pode ser entendido como mentalidade. É a forma como pensamos e enxergamos o mundo, o que influencia diretamente nossos comportamentos e nossa vida. Ao aprofundarmos no tema acabamos entendendo que o mindset é formado por crenças que construímos ao longo da vida. Crenças essas que podem ser limitantes ou libertadoras.

A professora de psicologia da Universidade de Stanford (EUA), Carol S. Decker, é uma estudiosa do tema e desenvolveu uma teoria sobre dois tipos de mindset. Em seu livro “Mindset – A nova psicologia do sucesso”, ela descreve as diferenças entre a Mentalidade de Crescimento e a Mentalidade Fixa.

O mindset de crescimento é caracterizado pela abertura ao desenvolvimento, ao novo, aos desafios. Quem tem essa mentalidade não foge dos desafios porque os enxerga como oportunidades. São pessoas que têm menos medo de errar, não estão tão preocupadas com a impressão que vão causar porque estão concentradas no próprio aprendizado. Se erram, querem tentar de novo e não permitem que isso as impeça.

Já o mindset fixo, como o próprio nome sugere, não permite o movimento de evolução. Quem tem essa mentalidade não gosta de mudanças e prefere o conforto do que já sabe fazer, pois teme que o desafio gere fracasso e sofrimento. São pessoas que sequer tentam coisas novas, alegando não saber fazer. Apegadas a ideias fixas, que ganham status de “verdades absolutas” e impedem o crescimento.

Mindset e a educação infantil

Se há algo que define um bom professor é a sua capacidade de acreditar no potencial de crescimento dos seus alunos. 

Grandes mestres não têm aquela mania tola de ter alunos preferidos por causa da inteligência e do desempenho deles. 

Pelo contrário, professores realmente comprometidos com o desenvolvimento dos seus alunos enxergam a inteligência fluida (que pode ser adquirida e aumentada) e, acima de tudo, o potencial de evolução de cada aluno. 

Eles sempre acreditam que há espaço para melhorar!

E é justamente esse potencial de evolução a marca do mindset de crescimento. Ele nos leva a experimentar, aceitar desafios, reinventar, tentar mais uma vez e, por fim, crescer!

Enxergar as crianças a partir desse conceito e ensiná-las a desenvolver o mindset de crescimento mudará para sempre a vida delas. Isso porque as crenças que cultivamos têm um poder incrível sobre tudo o que pensamos e fazemos.

Por exemplo, se você tem uma certeza sobre algo e entende isso como verdade imutável, qual será sua motivação para modificar essa realidade? Muito baixa, certo? Por outro lado, se cultivamos uma mentalidade de crescimento, estaremos abertos para novos aprendizados e habilidades.

Imagine a revolução ao ensinar isso às crianças? Elas passarão a acreditar em si mesmas, terão mais coragem e vontade de aprender e automaticamente muito mais interesse pela escola. Uma turma inteira de alunos com a mentalidade de crescimento é o sonho de qualquer professor!

Além disso, crianças que desenvolvem o mindset de crescimento são mais respeitosas e empáticas. Justamente porque elas olham para as outras sem crenças limitantes. 

Elas enxergam mais o potencial do que as limitações do outro. Dessa forma, o terrível bullying – problema tão comum na escola – é mais fácil de ser combatido quando as crianças são estimuladas a terem uma mentalidade de crescimento.

Formação Contínua

Dicas práticas para desenvolver o mindset na sala de aula

Desenvolver o mindset de crescimento por meio da educação infantil é um grande desafio, pois depende tanto da postura do professor e de sua relação com os alunos, quanto de atividades práticas, que deixam esse conceito mais palpável para as crianças.

É muito importante que o desenvolvimento do mindset de crescimento esteja devidamente destacado no Projeto Político Pedagógico da escola. Dessa maneira, a instituição formaliza sua intenção de formar crianças com essa mentalidade, além de expor a temática às famílias, que também têm um papel fundamental no desenvolvimento desse mindset.

Antes de anotar qualquer dica sobre como estimular a mentalidade de crescimento em sala de aula, é fundamental que os professores avaliem a si mesmos e suas práticas, a fim de saber se estão pensando e agindo conforme esse mindset

O professor deve elogiar e valorizar o esforço dos alunos e, ao mesmo tempo, ficar sempre atento às áreas de melhoria para estimular a turma naquilo que ainda pode evoluir. 

Ao final do dia é sempre recomendado uma reflexão sobre tudo o que foi feito. Nesse momento o professor pode tentar localizar possíveis pensamentos ou atitudes que ainda estavam presos na mentalidade fixa, além de fazer planos para superar os desafios encontrados na sala de aula.

Agora, confira algumas atividades práticas que podem ajudar a desenvolver o mindset de crescimento na educação infantil:

Brincadeira: troque o pensamento e as palavras

A mentalidade fixa nos leva sempre a dizer as coisas de forma mais pessimista. E, muito mais que uma simples frase, as palavras se tornam crenças que podem nos limitar. Uma forma de estimular o mindset de crescimento é propor uma brincadeira de trocar o pensamento e, automaticamente, as palavras.

Peça às crianças para sempre pensarem: “ao invés de dizer isso, eu posso dizer de outra forma”. Por exemplo, ao invés de dizer “eu não sou bom nisso”, eu posso dizer “essa é uma habilidade que eu preciso desenvolver”. 

Outra forma de ensinar as crianças a mudarem seu vocabulário é incentivá-las a incorporar a palavra “ainda” quando falarem sobre uma limitação. Assim, ao invés de falarem, por exemplo, “eu não sei nada sobre isso”, elas falam “eu AINDA não sei nada sobre isso”. 

Uma pequena diferença, mas que muda a perspectiva de quem fala.

Palavras de afirmação pela escola

Talvez você não saiba a importância das palavras de afirmação. Elas ficaram erroneamente associadas a uma auto-ajuda barata, mas a verdade é que são valiosas para a formação de um mindset de crescimento. 

Crianças precisam ouvir, desde cedo, que elas são capazes, que podem fazer muito mais do que imaginam e que os desafios são oportunidades para elas se tornarem melhores. 

Tudo isso são palavras de afirmação que podem ser escritas em papéis e coladas por toda a escola. Dessa forma, por onde a criança for ela vai ter o estímulo para um mindset de crescimento.

Planner com passo a passo 

Outra forma de trazer o conceito do mindset de crescimento para o concreto é o estímulo à elaboração de planos com passo a passo. O professor pode incentivar os alunos a pensarem sobre habilidades ou conhecimentos que ainda não desenvolveram, mas gostariam de ter. 

Isso se tornará um objetivo, que deve ser anotado em um planner junto com um passo a passo com datas e metas. Dessa forma, a criança não apenas escuta que ela pode fazer aquilo, mas também repete para si mesma e planeja as ações para que esse desejo se torne uma realidade.

Amigo-oculto das qualidades

É muito importante que os professores também trabalhem o mindset de crescimento na relação com o outro. As crianças podem ser desafiadas, em uma brincadeira, a destacarem as qualidades uma das outras.

O professor pode fazer um sorteio no estilo amigo-oculto e, ao invés de dar presente, a criança deverá falar uma palavra ou frase positiva que caracterize quem ela tirou. Todos deverão tentar adivinhar quem é e, nesse caso, não há problema algum se a turma errar, afinal, boas qualidades podem ser compartilhadas por muitas pessoas! 

É uma oportunidade, também, para o professor mostrar como essa prática de enxergar o melhor do outro é muito mais saudável, combatendo o bullying.

Gostou dessas dicas? Se quer mais conteúdo para trabalhar na educação infantil, acesse nossos materiais gratuitos!

Curriculo segundo os campos de experiência da BNCC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *