A transformação digital e os seus impactos na educação infantil

Plano de aula segundo a BNCCPowered by Rock Convert

Para onde olhamos conseguimos enxergar os rastros da transformação digital. As novas tecnologias mudaram a forma como as coisas funcionam, alteraram a lógica da indústria, do comércio, dos meios de transporte e, é claro, das escolas!

Estamos ensinando a uma geração de nativos digitais, que já não aprende tabuada e nem está disposta a esperar que o professor despeje todo o seu conhecimento na sala de aula. Os alunos da era digital têm acesso livre à informação e, por isso, eles precisam de professores que os ensine a fazer uso desse turbilhão de dados.

A transformação digital muda a forma como o professor ensina, mas também como a escola se organiza. As novas tecnologias trazem a possibilidade de economia, eficiência, assertividade e organização dos processos.

É claro que surfar a onda da transformação digital não é fácil, mas as escolas precisam começar a aprender isso rápido!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que é transformação digital?

Vivemos uma Revolução Digital, que consiste na alteração da organização da sociedade, do trabalho e das formas de produção por conta da tecnologia. Por causa dessa revolução, as organizações são obrigadas a fazer uma transformação digital, que na prática, é repensar todos os seus processos a partir da tecnologia.

Perceba: não se trata apenas de adotar uma tecnologia ou outra, mas mudar a estrutura a partir da lógica digital. Por exemplo, uma escola pode ter tablets e continuar ensinando todos os alunos com uma fórmula padrão.

Mas, se ela passar por uma transformação digital poderá utilizar de inteligência de dados para oferecer um ensino personalizado, de acordo com a evolução de cada estudante. Isso, sim, é educação 4.0!

Em linhas gerais a transformação digital tem a ver com o uso inteligente, estruturado e intencional da tecnologia. E esse processo abarca todas as áreas da escola, não apenas a pedagógica, mas também a administrativa. A partir da transformação digital uma escola pode experimentar processos mais inteligentes de gestão financeira, de comunicação com as famílias e controle de dados dos alunos.

Como a transformação digital impacta a educação infantil?

A transformação digital exige a criação de um novo conceito de educação, que é o da escola 3.0. Nele, as tecnologias são bem-vindas e contribuem para qualificar o aprendizado dos alunos. Veja bem: não se trata de substituir livros e muito menos os professores por computadores, mas utilizar os recursos do mundo digital para oferecer um ensino alinhado à realidade dos alunos.

A verdade é que, quando olhamos para a indústria, para os meios de comunicação e para o comércio conseguimos enxergar as transformações trazidas pela tecnologia. Mas, muitas escolas ainda parecem paradas no tempo. Permanecem repetindo seus métodos e currículos sem questionar o quanto o mundo mudou e, junto com ele, seus alunos, que são fruto do meio.

Professores precisam não apenas conhecer as tecnologias, mas também orientar seus alunos a usufruir delas de forma inteligente. O grande ensinamento da era digital não é sobre como obter conhecimento, mas sobre como selecionar as informações relevantes para cada contexto. Percebe como o trabalho do professor ganha uma nova dimensão?

Formação ContínuaPowered by Rock Convert
como evitar a inadimplênciaPowered by Rock Convert

Quando a escola passa pela transformação digital ela também tem mais chances de crescer em número de alunos e em receita. Isso porque a tecnologia traz mais eficiência para os seus processos administrativos, mas também porque a escola passa a ficar mais atrativa para as famílias. Você sabia que a tecnologia é um dos fatores que os pais analisam antes de escolher a escola de seus filhos?

Dicas práticas para introduzir a transformação digital

Há diversas formas de introduzir a transformação digital em sua escola, mas uma boa dica é começar pela capacitação da equipe. Isso porque de nada adiantará a gestão propor grandes ideias se os professores e demais funcionários não entenderem a importância desse processo.

A transformação digital deve se tornar uma cultura na escola: ela tem que ser entendida e estar na ponta da língua dos funcionários. Depois disso a gestão escolar poderá pensar em compra de equipamentos e estruturação do currículo. Para essa fase de estruturação da estratégia pedagógica separamos algumas dicas:

Introdução à Ciência da Computação

A noção básica de alguns conceitos de Ciência da Computação é de extrema importância na era digital. Para ajudar os professores a ensinarem sobre isso sugerimos o livro “Ensinando Ciência da Computação sem o uso do computador”, que foi criado por Tim Bell, Ian H. Witten e Mile Fellows e é disponibilizado gratuitamente. Ele traz uma série de atividades sobre o tema.

Ensino de robótica

Esse é um aprendizado essencial para a nova geração, que vai se relacionar cada vez mais com as máquinas. Por meio do ensino da robótica é possível, também, trabalhar habilidades como raciocínio lógico e visualização de conceitos abstratos.

Programação básica

Há quem diga que a programação é um novo idioma do mundo, que deverá ser aprendido por qualquer pessoa que tenha interesse em entrar no mercado de trabalho. A escola que oferece o ensino de programação básica ou, ainda, de seus conceitos, está oferecendo uma importante habilidade do futuro e trabalhando outras questões como raciocínio lógico e resolução de problemas.

Atividades multimídia

Incentivar que os alunos se apropriem da tecnologia na produção de atividades é uma forma simples e prática de inserir a escola na revolução digital. Os professores podem propor tarefas em que os alunos sejam os protagonistas e utilizem recursos como vídeos, fotografias e áudios.

Por onde começar?

Qualquer processo de transformação leva algum tempo para ser concluído e com a transformação digital é a mesma coisa. O importante é que a escola entenda que precisa fazer mudanças e começar de algum lugar, mesmo que seja com pequenos passos!

Um exemplo do que seria um primeiro passo é automatização dos processos administrativos da instituição de ensino. Isso porque se a escola pretende incluir a tecnologia de forma intencional, como sugerimos, primeiro ela precisa de um mínimo de estrutura.

Por exemplo, se ela quiser usar dados dos alunos para personalizar o ensino, então ela precisará de um bom software de controle acadêmico. É exatamente essa automatização que o WGiz oferece. Conheça nossa solução!

 

Sistema de gestão escolar infantilPowered by Rock Convert
Curriculo segundo os campos de experiência da BNCCPowered by Rock Convert

1 comentário

  1. Avatar

    Texto muito importante, com excelentes orientações, como a proposta de capacitação dos vários profissionais da escola, o desenvolvimento de uma cultura digital, a aquisição de equipamentos, a adequação do currículo, além das sugestões de livros. Minha sincera gratidão.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *